Mostrando postagens com marcador Eventos. Mostrar todas as postagens



Encontro ocorreu em Ceilândia e marcou o anúncio de novas funcionalidades para os usuários

Com a visão de ser a “home do trabalhador na América Latina”, a plataforma brasiliense Oddie já conecta quase 10 mil usuários no Distrito Federal e 26 unidades da federação, em apenas quatro meses de operação. Criada para simplificar o relacionamento entre profissionais autônomos e clientes de maneira rápida, gratuita e sem burocracia, a startup Oddie agora trabalha para aumentar o número de cadastros e entregar novas funcionalidades para melhorar a experiência dos usuários.

No último sábado (26/3), a startup promoveu um café da manhã, em Ceilândia, para empreendedores brasilienses, imprensa e população da região. O objetivo foi destacar os impactos da plataforma de serviços aos empreendedores, apresentar novas funcionalidades, e convidar os prestadores a contribuírem na construção dos próximos passos da plataforma. 

Quando começamos a trabalhar na ideia da Oddie, nossa hipótese era de que, se eliminássemos todos os obstáculos, financeiros e de usabilidade que existem entre clientes e prestadores de serviços, conseguiríamos oferecer o maior valor possível para ambas as partes. E, quando os usuários percebessem esse valor,  recomendariam para outras pessoas, acelerando o crescimento da plataforma. É isso o que estamos conseguindo fazer”, ressalta o co-fundador da Oddie,  Daniel Alano. 

Novidades – Uma das novidades anunciadas na ocasião, foi a recém lançada funcionalidade que permite a emissão de recibos e orçamentos.  Segundo Daniel Alano, agora, o prestador cadastrado poderá emitir orçamentos e recibos para os negócios fechados pela plataforma. 

“Eles já estão emitindo orçamentos completos, com todas as informações sobre o seu negócio, o que dará mais confiança e credibilidade para o relacionamento com o cliente, além de ajudar na organização das suas contas”, ressalta Alano. “O encontro foi uma excelente oportunidade para conhecer um pouco mais sobre as novas funcionalidades, tirar dúvidas e contribuir com novas ideias para aperfeiçoar o sistema”, completa.


A proposta da Oddie é facilitar a vida dos clientes oferecendo uma vitrine de profissionais, ainda pouco conhecidos no mercado de trabalho ou na região onde atuam. Desde dezembro de 2021, a plataforma já possibilitou a realização de centenas de negócios por meio do sistema. Em torno de US$ 1,1 milhão estão sendo aplicados na execução da ferramenta, recurso estrangeiro proveniente de fundos de investimento e investidores anjos.

Ao todo, já são mais de 260 especialidades cadastradas na ferramenta. Entre os serviços mais demandados no sistema estão os de babá, “marido de aluguel”, eletricista, pintor, pedreiro, e faxineira, atividades que têm auxiliado milhares de brasilienses, especialmente diante das restrições impostas pela pandemia da Covid-19.

Dayse Ramos é uma das empreendedoras do DF que apostam na plataforma. Há dois anos, ela se tornou “marida de aluguel” e atende principalmente o público feminino. A empreendedora faz serviços de hidráulica, elétrica, pintura, montagem de pequenos móveis, instalação de cortinas, persianas, varais, e muitas outras coisas. Com auxílio da Oddie, a autônoma tem vencido os obstáculos impostos pela pandemia para divulgação dos seus serviços e ampliado a clientela. 

“Antes, eu divulgava meus serviços por meio das redes sociais e pelo famoso boca a boca. Depois que conheci a Oddie, a plataforma se tornou meu principal meio para divulgação, especialmente por ser uma ferramenta gratuita”, ressalta. “Por meio do aplicativo fica mais fácil chegar ao cliente, posso emitir recibos e orçamentos, além de oferecer cartão de visita digital, que pode ser compartilhado pelo WhatsApp e nas outras redes sociais. Isso facilita muito”, avalia a empreendedora.


Sobre a Oddie – Criada por um grupo de empreendedores brasilienses do setor de startups para conectar empreendedores junto a parceiros por meio de ferramentas gratuitas, a Oddie tem a missão de empoderar o capital humano facilitando e estimulando a digitalização do trabalho autônomo. 

Trata-se de uma ferramenta digital gratuita, fácil de usar e com uma escalabilidade essencialmente ilimitada, que valoriza o trabalho dos profissionais independentes e cria uma realidade mais rentável e produtiva para os usuários da plataforma. 

Na Oddie, trabalhadores de todo o país podem criar um perfil on-line e divulgar seus serviços por meio de ferramentas digitais modernas que visam valorizar o trabalho do prestador de serviço e criar uma realidade mais rentável e produtiva. 

Saiba mais sobre a Oddie em: https://oddie.com.br/quem-somos 

 

Programação on-line será aberta ao público e apresentará exemplos inovadores de gestão universitária nacionais e internacionais

Em dezembro, mais um passo será dado em direção à implementação da primeira universidade pública distrital do país. O seminário gratuito e on-line “ Universidade do Distrito Federal Professor Jorge Amaury Maia Nunes: do projeto à criação” integra agenda da implementação da UnDF e reunirá renomados especialistas em educação para debater sobre estrutura acadêmica e modelos de gestão.

O evento está marcado para os dias 6 e 7 de dezembro, e a programação inclui a participação de especialistas e autoridades educacionais renomadas. Entre os convidados para o seminário está António Nóvoa, doutor em ciências da educação e professor titular da Universidade de Lisboa/Unesco. Considerado um dos grandes pensadores da área, o docente irá proferir a conferência de abertura, com o seguinte tema: "Os sentidos de uma educação superior pública".

Direcionado a docentes, pesquisadores, gestores, entidades de classe e demais interessados, o seminário é gratuito e o link da transmissão e a programação completa estão disponíveis no site projetoundf.com.br.

“Nomes fortes da educação superior debaterão, a partir da realidade distrital, a universidade do nosso tempo. Creio eu que as trocas realizadas no evento serão fundamentais para que a Universidade do Distrito Federal Professor Jorge Amaury Maia Nunes – UnDF possa imprimir diferencial de competência desde seu nascimento, sendo peça importante da transformação socioeconômica do Distrito Federal”, afirmou a professora doutora Simone Benck, reitora pro tempore da UnDF. 

A UnDF é uma realidade - O seminário faz parte da segunda macroação do projeto “Uma Universidade Distrital”, elaborado pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos – Cebraspe, fruto de acordo de cooperação entre a Universidade do Distrito Federal Professor Jorge Amaury Maia Nunes – UnDF e a Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal – FAPDF.

A reitora pro tempore afirma que diversos esforços têm sido realizados para que se dê, de fato e direito, a implementação da UnDF. Em cinco meses foram sancionadas pelo governador Ibaneis Rocha, as leis de criação da UnDF (Lei n. 987/2021) e da Carreira Magistério Superior do DF (Lei n. 6.969/ 2021), legislações de fundamental importância para a instituição da Universidade do DF no ano de 2021, além da promulgação do PELO, proposta de alteração à Lei Orgânica do DF, que garante recursos para estruturação, projetos, pesquisas e inovação da UnDF.

“A Universidade do Distrito Federal Professor Jorge Amaury Nunes é uma realidade. A partir da ampla institucionalização da política de educação superior pública distrital, diversos esforços têm sido realizados para que a consolidação desta Universidade se dê de fato e de direito, e este seminário é uma das ações que fortalecem o compromisso da FAPDF, Cebraspe, Reitoria Pró-Tempore e toda a equipe da UnDF, com a qualidade e o valor social desta instituição desde sua primeira infância”, ressalta Simone Benck.

O evento abrangerá discussões sobre o sentido da educação superior pública, metodologias de ensino e pesquisa, bem como aspectos relacionados ao financiamento, à inovação e às arquiteturas acadêmicas institucionais possíveis para a instituição recém-criada. 

Projeto UnDF – O plano de trabalho do projeto de pesquisa "Uma Universidade Distrital" é embasado em quatro macroações. São elas: estudos de viabilidade de uma universidade distrital; pesquisa de modelos inovadores de gestão universitária com a realização de benchmarking nacional e internacional; pesquisa de modelos inovadores de gestão universitária: proposta de modelagem para estruturação de uma universidade distrital; e pesquisa de metodologias e/ou tecnologias inovadoras de ensino superior.

Esse seminário está inserido dentro da segunda macroação do projeto, a qual objetiva, entre outras entregas, a realização de seminários, encontros e fóruns de debates sobre gestão inovadora da educação superior com ênfase nas áreas relativas à inovação, às tecnologias e às engenharias. Em outubro, também como parte dessa etapa, foi promovido um colóquio on-line para discutir modelos de gestão universitária inovadora e conhecer a estrutura e os modelos de sucesso na implementação de políticas ou ações voltadas para o Ensino, Pesquisa, Inovação e Desenvolvimento Tecnológico em Instituições de Ensino Superior –  IES.

Marco Antônio Costa Júnior, diretor-presidente da Fundação de Apoio à Pesquisa e Inovação do Distrito Federal - FAPDF acredita que a partir das entregas do projeto de pesquisa “Uma Universidade Distrital” a nova instituição de ensino será baseada em métodos inovadores que vão além do ensino. “A FAPDF também vai fomentar a realização dos estudos para a elaboração do projeto arquitetônico de um dos prédios que comporão a estrutura da UnDF. A partir desses estudos, os outros parceiros do projeto como Terracap, Biotic e Novacap, poderão trabalhar na construção do prédio que abrigará os cursos de tecnologia da Universidade e que será erguido no Parque Tecnológico de Brasília", destaca. 

Para o Cebraspe, o projeto é uma iniciativa desafiadora e muito gratificante. “Neste momento, nossas atenções estão voltadas à realização desse evento importante que reforça o compromisso do Cebraspe, nesta e nas fases que se seguem, de atuar de maneira estratégica, auxiliando na realização de ações que permitirão à UnDF se consolidar enquanto espaço para um ensino superior pautado pelas melhores práticas metodológicas e tecnológicas”, acredita a Diretora Executiva do Centro, Cláudia Griboski. 

Simone Benck também destaca os próximos passos da instituição, que inclui a realização de concurso para formação do corpo docente. “O compromisso desta gestão é trabalhar para que a UnDF abra, em 2022, novas vagas nos cursos de graduação e pós-graduação já existentes na Escola Superior de Gestão, na Escola Superior de Ciências da Saúde e na Escola de Educação e Magistério, além de novos cursos superiores em outras unidades a serem instituídas. Para isso, o nosso empenho é realizar, o mais brevemente possível, processo de escolha pública de professores e tutores”, conclui.

Debate aberto ao público – No dia 6 de dezembro, a abertura do evento terá a apresentação do Coral Madrigal de Brasília e está prevista a presença do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha. Foram convidados para a abertura, Márcia Abrahão Moura, reitora da Universidade de Brasília; Renata Vianna, superintendente Científica, Tecnológica e de Inovação da FAPDF; Hélvia Paranaguá, secretária de Educação do DF; Ricardo Alves Sande, chefe de gabinete do presidente da Câmara Legislativa do DF, a deputada Arlete Sampaio, presidente da Comissão de Educação, Saúde e Cultura - CLDF, Wagner Vilas Boas de Souza, secretário de Educação Superior do Ministério da Educação, Wagner Vilas Boas de Souza.

 

Na sequência, o professor António Nóvoa, da Universidade de Lisboa/Unesco, falará sobre o tema "Os sentidos de uma educação superior pública". No período da tarde, estão programadas duas mesas redondas sobre "Metodologias de ensino da educação superior" e "Pesquisa, financiamento e desenvolvimento regional". 

 

O segundo dia do evento terá início com uma sessão especial sobre os desafios e as perspectivas da UnDF, com a professora Simone Benck. Haverá, em seguida, duas mesas redondas com abordagens sobre "Impactos sociais, culturais e de inclusão social da criação da UnDF para o Desenvolvimento Regional" e "Arquiteturas acadêmicas da Educação Superior". Encerrando as discussões do seminário, haverá a sessão especial: Universidade Estadual do Maranhão - experiências de gestão inovadora. A sessão de encerramento contará com a exposição da Reitora pro tempore da UnDF e da Diretora-executiva do Cebraspe.

 

Para saber mais sobre o Projeto de Pesquisa “Uma Universidade Distrital, acesse o site: projetoundf.com.br

 

Serviço: Seminário Universidade do Distrito Federal Professor Jorge Amaury Maia Nunes: do projeto à criação

Quando: 6 e 7 de dezembro de 2021

Horário: das 9h às 12h30 e das 14h às 18h

Programação completa: projetoundf.com.br/programacao/


3ª edição do evento acontece de 7 a 11 de dezembro e a programação trará atividades especiais para as mulheres do ecossistema de inovação 


O Brasília Innovation Week ganha mais uma edição em dezembro, e será, de 7 a 11 de dezembro, no Biotic - Parque Tecnológico de Brasília. O evento visa fomentar o surgimento de novos negócios, fortalecer os projetos locais e conectar os atores-chave do ecossistema de inovação do Distrito Federal e Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (RIDE). 


A iniciativa integra o projeto Startup Brasília 2030 (SB2030), realizado pela Fundação de Apoio à Pesquisa e Inovação do Distrito Federal (FAPDF) e executado pela Associação das Startups e Empreendedores Digitais (Brasil Startups). A participação é 100% gratuita e as inscrições podem ser confirmadas no site: https://bit.ly/eventos-brasilstartups.


"O Brasília Innovation Week é mais uma oportunidade de capacitação, geração de networking e troca de experiências que oferecemos aos nossos empreendedores para que possam se desenvolver e dar mais um passo para o desenvolvimento de negócios de impacto",  afirma o diretor-presidente da FAPDF, Marco Antônio Costa Júnior.


Na nova edição marcada para dezembro, o empreendedorismo feminino será um dos destaques da programação e as atividades incluem: pitch com três startups lideradas por mulheres; mentoria com Victória Porto; painel do ecossistema de startups com cinco mulheres participantes e meetup com Ludmila Barros, que terá como tema “Mulheres do Brasil”. 


A diretora da Brasil Startups, Tatiana Marques, celebra o aumento da participação feminina nos últimos anos. Ela cita a própria estrutura da entidade organizadora do evento, que atualmente conta com mais mulheres do que há oito anos. 


De acordo com a diretora, no DF, poucas startups contam com fundadoras ou com CEOs mulheres à frente dos empreendimentos. A ideia é mudar essa realidade e ampliar a participação feminina, não só no Brasília Innovation Week, mas também em outras ações previstas no projeto Startup Brasília 2030. 


“Iremos ofertar dentro do projeto 45 capacitações, sendo livre a participação, e vamos fazer incentivos para que as mulheres se apropriem de todas as oportunidades existentes no mercado. Assim como também vamos buscar mapear startups que tenham mulheres na liderança para que sejam apresentadas para investidores, entre outras iniciativas, e para colocar em evidência as mulheres do nosso ecossistema”, ressalta.   


Além das atividades voltadas para esse público, a diretora reforça que nesta edição o potencial feminino também estará em evidência nas apresentações, isso porque 70% dos palestrantes e mentores convidados pela organização serão mulheres.


Durante a terceira edição do evento ainda será lançada uma comunidade para mulheres empreendedoras. A intenção, de acordo com a diretora da Brasil Startups, é pensar em soluções em conjunto para fortalecer e incentivar a participação feminina no ecossistema. O grupo, que está previsto para ser criado no dia 11 de dezembro, ainda terá a missão de mapear as iniciativas existentes e, também, viabilizar a criação de um programa próprio para apoiar as empreendedoras. 


Mais destaques da programação - O Innovatour Investor está de volta na 3ª edição do evento. A ação coloca uma van à disposição para investidores e atores principais do ecossistema possam visitar startups, coworkings e projetos sediados em Brasília, além de outras atividades promovidas pelos parceiros. Como parte da programação, haverá, ainda, um workshop sobre “como se tornar um investidor no segmento de startups”, ministrado por mentores da pela Cotidiano Aceleradora de Startups (C.O.T.I). A atividade é gratuita e as vagas são limitadas. 


Mais uma vez, a programação inclui mentorias e workshops com profissionais experientes na área e meetups no estilo happy hour com a participação de atrações musicais, tudo para propiciar o networking e fomentar novas parcerias e o surgimento de novos negócios. Alguns dos temas abordados nas mentorias nos quatro dias de evento serão: Como aumentar o Valuation da sua Empresa/Startup; Como encantar e criar marketing de propósito (Case Disney) e Mentalidade Financeira - Ajustando o financeiro da sua empresa.

A programação contemplará, entre outras agendas, um espaço dedicado às Edtechs, no dia 10 de dezembro, das 15h30 às 19h30, e Nathália Kelday falará, às 17h, sobre “Impactos da Edtechs no futuro dos alunos”.

Escola do Futuro - O Brasília Innovation Week terá uma agenda voltada para o Projeto Retina, iniciativa que visa desenvolver a integração entre a comunidade escolar e o ecossistema de tecnologia e inovação. A ação faz parte do programa “Escolas Inovadoras”, criado pela Secretaria de Educação e financiado pela FAPDF para transformar o ambiente escolar e contribuir para a formação do projeto de vida dos estudantes. 

Durante o evento, estão previstas atividades on-line, no dia 10 de dezembro, das 19h às 21h, e no dia 11 de dezembro, das 9h às 11h45. Serão apresentações e uma série de roda de conversa com educadores e estudantes da Escola Técnica de Ceilândia para tratar sobre a educação do futuro. Espera-se que, a partir do Retina, os estudantes beneficiados possam participar de jogos, hackathons e Demo Days. O protótipo de inovação será implementado, no próximo ano, a partir de um curso ofertado pela escola

Experiência de valor - Após a realização de duas edições do evento, com uma programação intensa e variada, empreendedores locais celebram a iniciativa, que coloca no mesmo espaço os principais atores do ecossistema, e ainda gera oportunidades para o desenvolvimento e rentabilidade dos negócios. 


Laylla Toledo, neuropsicóloga, psicopedagoga, cientista de dados e founder da Healthtech e-Sinapse, participou das duas primeiras edições, de forma on-line na primeira, e presencial, na segunda. A empreendedora conta que o evento propiciou a oportunidade de criar conexões estratégicas, como a aproximação com players do setor público, com isso a solução da e-Sinapse poderia alcançar ainda mais pessoas. 


A startup de Laylla, a e-Sinapse desenvolve uma solução voltada para telerreabilitação cognitiva para pessoas com o Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), Transtorno do Processamento Auditivo Central (TPAC) e problemas de aprendizagem. Após ser selecionada no programa Start BSB da FAPDF, a solução deve chegar em breve ao mercado.


Entusiasta do ecossistema de inovação, o founder e CEO da startup Legislapp, solução de monitoramento da atividade legislativa voltada para profissionais de Relações Governamentais, Luar Faria elogia a iniciativa e o local escolhido para sediar o evento. Para ele, o BIOTIC representa um pólo promissor para o desenvolvimento de novas tecnologias.


O empreendedor participou do Demo Day durante a segunda edição do Brasília Innovation Week, e a presença no evento gerou novas conexões e perspectiva de negócios no futuro. O CEO ainda pontua que o cenário da pandemia do coronavírus trouxe novos desafios para os empreendedores, e a volta de eventos presenciais se mostra um caminho importante para fomentar negócios inovadores. “Iniciativas como o Brasília Innovation Week parece ser como aquela janela com sol radiante que se abre para o ecossistema de startups e empreendedores de Brasília”. 


Saiba mais sobre o projeto Brasília Startup 2030 no site: brasilstartups.org



Evento de 17 a 20 de novembro tem como destaque mentorias, palestras e visitas a startups, coworkings e projetos sediados no DF

Startups, empreendedores, entidades e investidores atuantes no mercado local estarão reunidos na 2ª edição do Brasília Innovation Week, de 17 a 20 de novembro, no Biotic - Parque Tecnológico de Brasília. O evento integra o projeto Startup Brasília 2030 (SB2030), realizado pela Fundação de Apoio à Pesquisa e Inovação do Distrito Federal (FAPDF) e executado pela Associação das Startups e Empreendedores Digitais (Brasil Startups). A proposta é unir os mais diversos atores do ecossistema por meio de ações que promovam mais interações entre os stakeholders, capacitem os empreendedores e ofereçam ambientes propícios para a inovação aberta.

"O nosso objetivo nesta edição é dar publicidade ao que há de melhor na nossa cidade no que tange a empreendedorismo e startup, gerando mais conexões, sociedades, negócios. Para isso, convidamos empreendedores locais para palestrar para que o público conheça os cases que a nossa cidade possui na área de empreendedorismo e startups”, destaca o presidente da Brasil Startups, Hugo Giallanza. 

As inscrições para esta segunda edição já estão abertas, são gratuitas e podem ser efetuadas pelo link:https://bit.ly/eventos-brasilstartups. As vagas são limitadas.

Na primeira edição do evento, foram realizadas mais de 16 horas de mentorias, 8 horas de meetup, quase 30 horas de networking e mais de 10 investidores. Também houve, na ocasião, o pré-lançamento do Portal Observatório do Ecossistema -  um portal que permite incluir e mapear dados do ecossistema do Distrito Federal e  Região Integrada de Desenvolvimento (RIDE), para elaborar ações e atender às necessidades da região de forma objetiva e efetiva -, e o início das discussões para a criação do Fundo Patrimonial do Empreendedorismo do Futuro. 

“Essa série de eventos realizados em curto intervalo de tempo possibilita mais conexões e negócios para os empreendedores da nossa capital. Então, as pessoas que não conseguiram participar da primeira edição poderão vir nesta segunda”, ressalta o presidente da Brasil Startups. 

Destaques – Um dos destaques do Brasília Innovation Week é a realização do Innovatour Investor, com uma van que levará investidores e atores principais a conhecerem startups, coworkings e projetos sediados em Brasília, além de outras atividades promovidas pelos parceiros.

“Com o Innovatour Investor, vamos levar vários investidores para visitar um grupo seleto de startups do DF. Isso pode gerar um potencial muito grande, pois estamos possibilitando que empresas locais tenham contato com essa estrutura financeira e, quem sabe, consigamos converter isso em investimentos para nossa cidade. Essa situação só é possível pela nossa existência, promovendo essas conexões”, salienta o presidente da Brasil Startups, Hugo Giallanza. 

A programação também é composta de mentorias e workshops com profissionais experientes na área e meetups no estilo happy hour com a participação de atrações musicais, em ambiente propício para realização de networking, novas parcerias e novos negócios. Alguns dos temas abordados nas mentorias nos quatro dias de evento serão: Vendas e relacionamento com clientes; Passos para estruturar o financeiro da sua empresa; Networking, Marketing digital, entre outros. 

“Durante a programação dos meetups, também vamos promover pitches, que são apresentações rápidas de startups para investidores presentes no evento. Será uma excelente oportunidade para geração de networking e negócios estratégicos”, ressalta Tatiana Marques, diretora da Brasil Startups e coordenadora de drive de inovação do Startup Brasília 2030. “Outra novidade é a realização de agendas direcionadas à startups da área jurídica, que integram o drive Legaltech. Em parceria com a Probono, vamos oferecer mentorias e palestras direcionadas a esse público”, completa.

Os mentores são profissionais ligados à Brasil Startups, Centro de Operação, Talento e Inovação operado pela Cotidiano Aceleradora de Startups (C.O.T.I), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-DF), entre outros parceiros.

Outro destaque do evento é a transmissão de toda a programação nas redes sociais da Brasil Startups, permitindo que os inscritos impossibilitados de estar no local do evento acompanhem as palestras e toda a programação. Apesar das recentes flexibilizações divulgadas no Distrito Federal, todos os protocolos de prevenção à Covid-19 serão mantidos a fim de mitigar ao máximo o contágio da doença e quaisquer outras infecções virais durante atividades dessa natureza.

“Estamos com uma boa expectativa de público no modo presencial, mas o evento será transmitido pelas redes sociais e, com isso, também oferecemos a possibilidade de acesso às palestras de forma online", ressalta Giallanza. 

Entre as medidas adotadas pela organização, estão o uso obrigatório de máscara para participantes, palestrantes e visitantes durante todo o evento, a disponibilização de dispensers de álcool em gel, além de monitoramento de temperatura e distanciamento social nos ambientes. 

Ainda como parte das ações previstas no projeto Brasília Startup 2030, durante esta edição do Innovation Week, será dada continuidade à construção do Manifesto do Ecossistema do Distrito Federal e RIDE - uma declaração pública de intenções, motivações e visões das lideranças e stakeholders locais. O documento, que começou a ser criado durante a primeira edição do evento, tem a proposta de manifestar a visão e os desejos dos atores-chave, o que deve aumentar o apoio das lideranças empresariais e governamentais e atrair mais empreendedores.

Sobre o projeto - O projeto Startup Brasília 2030 atua em cinco drives de inovação. São eles: Edtech (startups que atuam na área de educação e que incorporam o uso da tecnologia nos métodos de aprendizagem ou no gerenciamento das instituições); Fintech (startups que trabalham para inovar e otimizar serviços do sistema financeiro); Healthtech (startups que desenvolvem tecnologias para otimizar o sistema de saúde e tudo a ele relacionado); Socialtech (startups que garantem que a revolução tecnológica produza um impacto social positivo) e Govtech (startups que têm como propósito gerar inovação para a gestão pública e auxiliar na economia de recursos públicos através de soluções tecnológicas).

Saiba mais sobre o trabalho da Brasil Startups em: brasilstartups.org/sobre.

Serviço

O quê: Brasília Innovation Week - 2ª edição

Quando:17 a 20 de novembro (2ª edição) e de 8 a 11 de dezembro (3ª edição).

Onde: Parque Tecnológico de Brasília – BIOTIC, Lote 4, Granja do Torto,

Brasília/DF

Horário: das 16h às 21h

Inscrições e programação: https://bit.ly/eventos-brasilstartups


Na semana de 25 a 28 de outubro, das 16h às 18h, o piloto Beto Monteiro e outras lendas da Stock Car participarão de uma tarde de autógrafos.  A StockShow, ação organizada pelo Grupo Universal Automotive Systems, acontecerá na por uma semana na MercadoCar de Osasco, inaugurada no início deste mês. 

Os presentes terão a oportunidade de conhecer o carro de volta rápida da Universal - este similar ao usado pelo piloto Beto Monteiro nas corridas da Stock Car, além de ficar de frente com grandes nomes do automobilismo, como os pilotos Paulo Gomes, Chico Serra, Ingo Hoffmann e o próprio Beto Monteiro.

Durante o evento, ainda, serão realizadas diversas campanhas com entrega de brindes e vendas de produtos do Grupo Universal Automotive Systems.

Serviço
Tarde de autógrafos  
25/10 - das 16h às 18h: Beto Monteiro;
26/10 - das 16h às 18h: Paulo Gomes;
27/10 - das 16h às 18h: Chico Serra;
28/10 - das 16h às 18h: Ingo Hoffmann.
 
Evento
1ª Semana na MercadoCar de Osasco.  
Data: de 25 a 30 de outubro.
Horário: das 8h às 18h.
Endereço: MercadoCar Osasco - Av. dos Autonomistas, 4192 - Industrial Centro, Osasco - SP, CEP: 06090-015.
 




CLIQUE AQUI E VEJA MINA CASA, MINHA VIDA VALPARAISO

Tecnologia do Blogger.