Mostrando postagens com marcador Empregos. Mostrar todas as postagens



Encontro ocorreu em Ceilândia e marcou o anúncio de novas funcionalidades para os usuários

Com a visão de ser a “home do trabalhador na América Latina”, a plataforma brasiliense Oddie já conecta quase 10 mil usuários no Distrito Federal e 26 unidades da federação, em apenas quatro meses de operação. Criada para simplificar o relacionamento entre profissionais autônomos e clientes de maneira rápida, gratuita e sem burocracia, a startup Oddie agora trabalha para aumentar o número de cadastros e entregar novas funcionalidades para melhorar a experiência dos usuários.

No último sábado (26/3), a startup promoveu um café da manhã, em Ceilândia, para empreendedores brasilienses, imprensa e população da região. O objetivo foi destacar os impactos da plataforma de serviços aos empreendedores, apresentar novas funcionalidades, e convidar os prestadores a contribuírem na construção dos próximos passos da plataforma. 

Quando começamos a trabalhar na ideia da Oddie, nossa hipótese era de que, se eliminássemos todos os obstáculos, financeiros e de usabilidade que existem entre clientes e prestadores de serviços, conseguiríamos oferecer o maior valor possível para ambas as partes. E, quando os usuários percebessem esse valor,  recomendariam para outras pessoas, acelerando o crescimento da plataforma. É isso o que estamos conseguindo fazer”, ressalta o co-fundador da Oddie,  Daniel Alano. 

Novidades – Uma das novidades anunciadas na ocasião, foi a recém lançada funcionalidade que permite a emissão de recibos e orçamentos.  Segundo Daniel Alano, agora, o prestador cadastrado poderá emitir orçamentos e recibos para os negócios fechados pela plataforma. 

“Eles já estão emitindo orçamentos completos, com todas as informações sobre o seu negócio, o que dará mais confiança e credibilidade para o relacionamento com o cliente, além de ajudar na organização das suas contas”, ressalta Alano. “O encontro foi uma excelente oportunidade para conhecer um pouco mais sobre as novas funcionalidades, tirar dúvidas e contribuir com novas ideias para aperfeiçoar o sistema”, completa.


A proposta da Oddie é facilitar a vida dos clientes oferecendo uma vitrine de profissionais, ainda pouco conhecidos no mercado de trabalho ou na região onde atuam. Desde dezembro de 2021, a plataforma já possibilitou a realização de centenas de negócios por meio do sistema. Em torno de US$ 1,1 milhão estão sendo aplicados na execução da ferramenta, recurso estrangeiro proveniente de fundos de investimento e investidores anjos.

Ao todo, já são mais de 260 especialidades cadastradas na ferramenta. Entre os serviços mais demandados no sistema estão os de babá, “marido de aluguel”, eletricista, pintor, pedreiro, e faxineira, atividades que têm auxiliado milhares de brasilienses, especialmente diante das restrições impostas pela pandemia da Covid-19.

Dayse Ramos é uma das empreendedoras do DF que apostam na plataforma. Há dois anos, ela se tornou “marida de aluguel” e atende principalmente o público feminino. A empreendedora faz serviços de hidráulica, elétrica, pintura, montagem de pequenos móveis, instalação de cortinas, persianas, varais, e muitas outras coisas. Com auxílio da Oddie, a autônoma tem vencido os obstáculos impostos pela pandemia para divulgação dos seus serviços e ampliado a clientela. 

“Antes, eu divulgava meus serviços por meio das redes sociais e pelo famoso boca a boca. Depois que conheci a Oddie, a plataforma se tornou meu principal meio para divulgação, especialmente por ser uma ferramenta gratuita”, ressalta. “Por meio do aplicativo fica mais fácil chegar ao cliente, posso emitir recibos e orçamentos, além de oferecer cartão de visita digital, que pode ser compartilhado pelo WhatsApp e nas outras redes sociais. Isso facilita muito”, avalia a empreendedora.


Sobre a Oddie – Criada por um grupo de empreendedores brasilienses do setor de startups para conectar empreendedores junto a parceiros por meio de ferramentas gratuitas, a Oddie tem a missão de empoderar o capital humano facilitando e estimulando a digitalização do trabalho autônomo. 

Trata-se de uma ferramenta digital gratuita, fácil de usar e com uma escalabilidade essencialmente ilimitada, que valoriza o trabalho dos profissionais independentes e cria uma realidade mais rentável e produtiva para os usuários da plataforma. 

Na Oddie, trabalhadores de todo o país podem criar um perfil on-line e divulgar seus serviços por meio de ferramentas digitais modernas que visam valorizar o trabalho do prestador de serviço e criar uma realidade mais rentável e produtiva. 

Saiba mais sobre a Oddie em: https://oddie.com.br/quem-somos 

Recém-lançada no mercado, a Oddie já conta com mais de 1,3 mil usuários cadastrados.

Mais de 1,3 mil empreendedores do Distrito Federal e de outros estados brasileiros já se cadastraram na plataforma Oddie. Lançada no último mês de novembro por um grupo de empreendedores brasilienses do setor de startups, a ferramenta foi criada com o objetivo de  empoderar profissionais autônomos e simplificar o relacionamento com clientes. 

Totalmente gratuita, amigável, fácil de usar, a Oddie aproveita as funcionalidades da rede social mais popular entre os brasileiros – o WhatsApp.  “É a ferramenta perfeita tanto para profissionais que estão começando a se inserir no mercado de trabalho, quanto para quem já tem um vasto currículo e experiência”, explica Daniel Alano, cofundador da Oddie.

Qualquer prestador de serviço - seja “marido de aluguel”, babá, eletricista, contador, fisioterapeuta, massagista, mestre de cerimônias ou manicure, somente para citar alguns -, pode ingressar e se beneficiar da plataforma, inclusive aqueles que já são empreendedores individuais inscritos no MEI.

O técnico em eletrotécnica e eletricista Cleiton Gonçalo dos Reis, que atua nas áreas de automação residencial e segurança eletrônica, já é cadastrado na plataforma e destaca a experiência com a utilização dessa ferramenta. "A Oddie veio para facilitar a conexão entre o cliente e o serviço. Um dos pontos positivos é que posso selecionar as localidades onde desejo realizar meus atendimentos. Também posso, por meio da plataforma, aumentar a demanda pelos meus serviços, fazendo da minha agenda um mecanismo de negócios", afirma o empreendedor. 

Rapidez e conexão – Em três minutos e por meio de um questionário baseado em inteligência artificial, o profissional cria seu perfil na Oddie, adiciona sua experiência, habilidades e fotografias de seus trabalhos – um processo similar ao LinkedIn. De bônus, ele ganha uma ferramenta de self-marketing, pois o sistema gera um cartão de visitas que fica disponível on-line e é compartilhável por WhatsApp.   

Além de possibilitar que profissionais sejam vistos e contatados, a Oddie deve agregar, futuramente, ferramentas que facilitem a vida da pessoa interessada em contratar – como verificação de antecedentes, reservas e agendamentos, gerenciamento dos contratos, soluções e sistemas de pagamento.

“Para os profissionais cadastrados na Oddie, nossa previsão é de, em breve, disponibilizar plataformas verticais para a melhoria de vida do trabalhador como educação contínua, mercados de descontos, benefícios e empréstimos. Estamos criando o Super-App do trabalhador brasileiro”, completa Daniel Alano.

O eletricista Ronaldo Ferreira Dantas, com mais de 20 anos de experiência na área, realizou seu cadastro na plataforma e está com boas expectativas. "Nessa pandemia, perdi muitos contatos. Essa é a primeira vez que estou utilizando esse tipo de sistema para divulgar meu trabalho. Agora, vou ter meu cartão de visitas para divulgar nas redes sociais, poderei cadastrar fotos de serviços executados, os clientes poderão avaliar meu trabalho. A minha expectativa é que me encontrem mais facilmente por meio da Internet", conclui o profissional.

Campanha de Natal – Aproveitando o fim de ano, época em que os brasileiros  fazem planos e buscam novas oportunidades no campo profissional, a Oddie fez um site especial para facilitar o convite de prestadores de serviço, com o mote "Neste Natal, faça um gesto de amor: convide alguém para entrar na Oddie!", ampliando, desse modo, as possibilidades de trabalho por meio da utilização da ferramenta.

Para conhecer mais sobre a proposta da Oddie e convidar um prestador de serviço a realizar o cadastro de forma gratuita, aumentando a visibilidade do profissional, basta clicar no site https://oddie.com.br/convite-trabalhador e encaminhar a mensagem diretamente pelo Whatsapp.

Serviço:

Divulgação da plataforma gratuita Oddie para cadastro de profissionais: https://oddie.com.br/


Evento de 17 a 20 de novembro tem como destaque mentorias, palestras e visitas a startups, coworkings e projetos sediados no DF

Startups, empreendedores, entidades e investidores atuantes no mercado local estarão reunidos na 2ª edição do Brasília Innovation Week, de 17 a 20 de novembro, no Biotic - Parque Tecnológico de Brasília. O evento integra o projeto Startup Brasília 2030 (SB2030), realizado pela Fundação de Apoio à Pesquisa e Inovação do Distrito Federal (FAPDF) e executado pela Associação das Startups e Empreendedores Digitais (Brasil Startups). A proposta é unir os mais diversos atores do ecossistema por meio de ações que promovam mais interações entre os stakeholders, capacitem os empreendedores e ofereçam ambientes propícios para a inovação aberta.

"O nosso objetivo nesta edição é dar publicidade ao que há de melhor na nossa cidade no que tange a empreendedorismo e startup, gerando mais conexões, sociedades, negócios. Para isso, convidamos empreendedores locais para palestrar para que o público conheça os cases que a nossa cidade possui na área de empreendedorismo e startups”, destaca o presidente da Brasil Startups, Hugo Giallanza. 

As inscrições para esta segunda edição já estão abertas, são gratuitas e podem ser efetuadas pelo link:https://bit.ly/eventos-brasilstartups. As vagas são limitadas.

Na primeira edição do evento, foram realizadas mais de 16 horas de mentorias, 8 horas de meetup, quase 30 horas de networking e mais de 10 investidores. Também houve, na ocasião, o pré-lançamento do Portal Observatório do Ecossistema -  um portal que permite incluir e mapear dados do ecossistema do Distrito Federal e  Região Integrada de Desenvolvimento (RIDE), para elaborar ações e atender às necessidades da região de forma objetiva e efetiva -, e o início das discussões para a criação do Fundo Patrimonial do Empreendedorismo do Futuro. 

“Essa série de eventos realizados em curto intervalo de tempo possibilita mais conexões e negócios para os empreendedores da nossa capital. Então, as pessoas que não conseguiram participar da primeira edição poderão vir nesta segunda”, ressalta o presidente da Brasil Startups. 

Destaques – Um dos destaques do Brasília Innovation Week é a realização do Innovatour Investor, com uma van que levará investidores e atores principais a conhecerem startups, coworkings e projetos sediados em Brasília, além de outras atividades promovidas pelos parceiros.

“Com o Innovatour Investor, vamos levar vários investidores para visitar um grupo seleto de startups do DF. Isso pode gerar um potencial muito grande, pois estamos possibilitando que empresas locais tenham contato com essa estrutura financeira e, quem sabe, consigamos converter isso em investimentos para nossa cidade. Essa situação só é possível pela nossa existência, promovendo essas conexões”, salienta o presidente da Brasil Startups, Hugo Giallanza. 

A programação também é composta de mentorias e workshops com profissionais experientes na área e meetups no estilo happy hour com a participação de atrações musicais, em ambiente propício para realização de networking, novas parcerias e novos negócios. Alguns dos temas abordados nas mentorias nos quatro dias de evento serão: Vendas e relacionamento com clientes; Passos para estruturar o financeiro da sua empresa; Networking, Marketing digital, entre outros. 

“Durante a programação dos meetups, também vamos promover pitches, que são apresentações rápidas de startups para investidores presentes no evento. Será uma excelente oportunidade para geração de networking e negócios estratégicos”, ressalta Tatiana Marques, diretora da Brasil Startups e coordenadora de drive de inovação do Startup Brasília 2030. “Outra novidade é a realização de agendas direcionadas à startups da área jurídica, que integram o drive Legaltech. Em parceria com a Probono, vamos oferecer mentorias e palestras direcionadas a esse público”, completa.

Os mentores são profissionais ligados à Brasil Startups, Centro de Operação, Talento e Inovação operado pela Cotidiano Aceleradora de Startups (C.O.T.I), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-DF), entre outros parceiros.

Outro destaque do evento é a transmissão de toda a programação nas redes sociais da Brasil Startups, permitindo que os inscritos impossibilitados de estar no local do evento acompanhem as palestras e toda a programação. Apesar das recentes flexibilizações divulgadas no Distrito Federal, todos os protocolos de prevenção à Covid-19 serão mantidos a fim de mitigar ao máximo o contágio da doença e quaisquer outras infecções virais durante atividades dessa natureza.

“Estamos com uma boa expectativa de público no modo presencial, mas o evento será transmitido pelas redes sociais e, com isso, também oferecemos a possibilidade de acesso às palestras de forma online", ressalta Giallanza. 

Entre as medidas adotadas pela organização, estão o uso obrigatório de máscara para participantes, palestrantes e visitantes durante todo o evento, a disponibilização de dispensers de álcool em gel, além de monitoramento de temperatura e distanciamento social nos ambientes. 

Ainda como parte das ações previstas no projeto Brasília Startup 2030, durante esta edição do Innovation Week, será dada continuidade à construção do Manifesto do Ecossistema do Distrito Federal e RIDE - uma declaração pública de intenções, motivações e visões das lideranças e stakeholders locais. O documento, que começou a ser criado durante a primeira edição do evento, tem a proposta de manifestar a visão e os desejos dos atores-chave, o que deve aumentar o apoio das lideranças empresariais e governamentais e atrair mais empreendedores.

Sobre o projeto - O projeto Startup Brasília 2030 atua em cinco drives de inovação. São eles: Edtech (startups que atuam na área de educação e que incorporam o uso da tecnologia nos métodos de aprendizagem ou no gerenciamento das instituições); Fintech (startups que trabalham para inovar e otimizar serviços do sistema financeiro); Healthtech (startups que desenvolvem tecnologias para otimizar o sistema de saúde e tudo a ele relacionado); Socialtech (startups que garantem que a revolução tecnológica produza um impacto social positivo) e Govtech (startups que têm como propósito gerar inovação para a gestão pública e auxiliar na economia de recursos públicos através de soluções tecnológicas).

Saiba mais sobre o trabalho da Brasil Startups em: brasilstartups.org/sobre.

Serviço

O quê: Brasília Innovation Week - 2ª edição

Quando:17 a 20 de novembro (2ª edição) e de 8 a 11 de dezembro (3ª edição).

Onde: Parque Tecnológico de Brasília – BIOTIC, Lote 4, Granja do Torto,

Brasília/DF

Horário: das 16h às 21h

Inscrições e programação: https://bit.ly/eventos-brasilstartups

 Novo centro de capacitação pretende profissionalizar setor de assistência técnica na cidade de São Paulo

 



A demanda por manutenção e reparo de smartphones e eletrônicos no centro de São Paulo sempre esteve em alta e com a chegada da pandemia e a crescente crise econômica, a opção se tornou ainda mais atrativa.

Ao mesmo tempo, estes serviços, em sua grande maioria, são realizados por jovens que têm facilidade com a tecnologia e a curiosidade de entender o funcionamento destes dispositivos, mas que muitas vezes não tiveram a oportunidade de se especializar no setor.

 

Pensando nisso, a Galeria Pagé Brás, um dos pontos mais procurados para estes serviços na cidade, pretende diminuir esse gargalo para profissionalizar o setor e fortalecer a geração de empregos na cidade. Para isso, contou com a parceria da Tech Channel, que investiu em um novo espaço na galeria e oferece diversos cursos de capacitação com foco na assistência técnica de smartphones e computadores.

 

“Com o desemprego em alta, muitos jovens buscam a primeira oportunidade para uma colocação. O projeto, portanto, nasceu com o objetivo de empoderar estes jovens, principalmente de baixa renda, para que possam se especializar no setor e conquistar espaço no mercado”, conta uma das idealizadoras do projeto, Michelle Menhen, da Tech Channel.

 

Incentivo ao empreendedorismo

 

O projeto também visa oferecer ferramentas para que os jovens se tornem empreendedores, uma vez que existe a possibilidade de, ao final de cada curso, buscar um novo emprego nos stands já existentes da Galeria Pagé Brás ou até mesmo montar o seu próprio negócio de assistência técnica.

 

“Estamos oferecendo bolsas de estudo para jovens de baixa renda e PCDs, pois entendemos que esse empurrão inicial fará toda a diferença no futuro. Além disso, descontos especiais em eventos organizados pelo Tech Channel, como workshops, Congressos Nacionais e Internacionais”, afirma Menhen.

 

Para alunos não bolsistas, existe a possibilidade de dividir o valor dos cursos em até 12x sem juros, além do acesso a uma vasta relação de fornecedores de acessórios credenciados ao centro de capacitação e descontos e condições de pagamentos facilitadas de maquinários e insumos na loja parceira Skymachine.

 

 

Do básico ao avançado

 

Os cursos são certificados e abordam teoria e prática de diferentes níveis de aprendizado, desde reparos básicos em smartphones (Android e iPhone), como pequenas correções em placas, até mesmo técnicas mais avançadas, como reparos no sistema de Face ID.

 

O quadro de professores conta com 10 profissionais nacionais e 4 internacionais: Carlos Quiceno, (Colômbia) Edgar yo reparo, (EUA) Join Técnico (Espanha) e Fernando Tapia (México), cada um deles especializado em um tipo de tecnologia e reparo.

 

“Reunimos os melhores professores na equipe para capacitar alunos de todo o país, oferecendo tecnologia de ponta para gerar empregos diretos e profissionalizar a área de assistência técnica no Brasil, que ainda é bastante informalizada”, afirma Menhen.

 

Ao todo serão 648 vagas a serem preenchidas até o fim deste ano, de acordo com a disponibilidade e fechamento de novas turmas, sendo 5% delas destinadas para bolsistas. As inscrições já estão abertas podem ser feitas através do site www.techchannel.com.br, via Whatsapp ou diretamente na galeria. 

CLIQUE AQUI E VEJA MINA CASA, MINHA VIDA VALPARAISO

Tecnologia do Blogger.