Foco e planejamento são essenciais para uma boa nota, explica o professor Goofy da Reciclagem Educacional


Já foi lançado o edital para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). De acordo com o documento, as provas serão realizadas nos dias 13 e 20 de novembro. Mas como se preparar?


De acordo com o coordenador pedagógico da Reciclagem Educacional, professor Goofy, o tempo de preparação vai depender da dedicação do candidato, juntamente com a experiência que ele tem da prova do Enem e a nota alvo que ele pretende ter. 


“Se o participante já tiver uma experiência com a prova, e dedicar esse tempo no estudo adequado, ele potencializa as chances de tirar a nota alvo. Mesmo para um participante que irá realizar a prova pela primeira vez, se tiver a orientação adequada e se dedicar aos estudos, potencializa suas chances de uma nota alvo.”


Goofy afirma que dedicar-se ao estudo constante e de qualidade é fundamental para a preparação. O professor também explica que é  importante estudar com constância e foco, priorizando os assuntos mais recorrentes e relevantes e que o planejamento é a parte inicial para se obter foco. 


“Criar metas, estabelecer horários e criar uma rotina de estudos ajuda o estudante a desenvolver mais foco. Importante não criar metas muito fora dos padrões que o aluno está acostumado. Crie cronograma de estudos destes assuntos. Não desanime se algum dia ou semana não render como planejado. Retome a sua rotina assim que conseguir. Tente estudar mesmo que um pouco todo dia.”


Nem só de estudos vive um vestibulando, por isso uma parte importante da preparação são os momentos de lazer. Atividades que geram prazer devem ser inseridas na rotina do estudante e podem até serem usadas como recompensas pelas metas de estudos, como explica o coordenador. 


“O importante é evitar atividades de lazer que possam prejudicar a rotina do estudante, seja por demandar muito tempo, seja por mexer com a qualidade do sono do estudante. Ter sono de qualidade é essencial para o aprendizado. Não esquecer de praticar atividades físicas que sejam estimulantes, pode ser uma simples caminhada ou mesmo um esporte que goste de praticar.”


Assim como os estudos, o lazer pode ser distribuído em pequenas doses ao longo da semana, como assistir um filme ou uma série, ler um livro ou tomar um lanche com um amigo após cumprir as metas essenciais planejadas. 


“No final de semana é importante dedicar um tempo maior para as atividades de lazer. O estudante pode estudar no sábado pela manhã e tirar o sábado a tarde para descansar, ir ao cinema, fazer uma atividade ao ar livre”, explica Goofy. 


Os professores da Reciclagem Educacional prepararam algumas dicas para quem vai realizar a edição do Enem de 2022


  • Faça planejamentos e cronograma de estudos e tente criar uma rotina;

  • Se tiver dificuldade em estudar sozinho, procure estudar com amigos ou em cursos que trabalhem a parte estratégica direcionada para o Enem;

  • Priorize os assuntos de maior recorrência e relevância;

  • Treine com questões anteriores principalmente a interpretação das questões e aprenda com os erros;

  • Faça simulados para treinar o gerenciamento de tempo, controle emocional, estratégias das provas e tudo que aprendeu;

  • Não deixe o lazer de lado, mas cuidado para não deixar que tomem muito da sua rotina de estudo;

  • Tenha qualidade de sono. Dormir é uma das partes fundamentais do aprendizado.



Serviço 

Reciclagem Educacional

Endereço: CRS 512 Bloco C, entrada 72. W3 Sul.

Telefone: (61)3554-2138 

Siga: @reciclagemedu

 



Com o objetivo de combater esse tipo de violência, o dia 18 de maio é considerado o dia nacional de combate ao abuso e à exploração sexual infantil no Brasil


Dados da Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal mostram que, entre 2020 e 2021, foram registrados 836 ocorrências de estupros de vulneráveis na capital do país. Já de acordo com dados nacionais, a cada hora três crianças são abusadas no Brasil. 


Em média, todos os anos 500 mil crianças e adolescentes são explorados sexualmente no país e há dados que sugerem que somente 7,5% cheguem a ser denunciados às autoridades, o que pode tornar os casos ainda maiores. 


Com o objetivo de combater esse tipo de violência, o dia 18 de maio é considerado o dia nacional de combate ao abuso e à exploração sexual infantil no Brasil, mas as ações de combate a esse tipo de violência se entendem por todo o mês que foi batizado como Maio Laranja.


O advogado Max Kolbe explica o que as penas para esse crime podem variar de acordo com a idade da vítima e o grau de parentesco do criminoso. Kolbe alerta que, em geral, os abusadores são membros da família ou pessoas próximas à vítima, ou seja, pessoas sobre as quais a criança ou o adolescente costumam ter certa confiança.


“O abuso sexual infantil ocorre quando a criança ou o adolescente é submetido a ato sexual ou erótico em que ela não compreenda ou não possa dar consentimento. A ação caracteriza-se como crime quando cometida por maiores de 18 anos e tendo vítimas menores de 14 anos. Acima dessa idade, o abuso também é considerado crime, variando de acordo com fatores como o grau de parentesco e o status de responsabilidade legal e social.”


De acordo com o especialista em segurança pública Leonardo Sant’anna, um dos perigos desse tipo de violência é que, no início, o jovem pode achar que está em um relacionamento amoroso consensual, porque ganham presentes, mas na realidade, eles estão sendo maliciosamente preparados.


“Tendo conquistado a confiança da criança, os agressores podem controlá-la por meio de chantagens, ameaças e violência. Eles pior: podem forçá-los a fazer sexo com outras pessoas e até fazê-los preparar outros jovens para o sexo, em um ciclo hediondo e quase irreversível de degradação física, emocional e  psicológica.”


Para fortalecer a mobilização foi criada a “Campanha Faça Bonito - Proteja Nossas Crianças e Adolescentes”, que tem como objetivo mostrar à sociedade que isso é compromisso coletivo, para que a população infanto-juvenil tenha uma vida plena e com a garantia do direito ao desenvolvimento sexual saudável, sem violência.

O principal canal de denúncia no Brasil é o Disque 100, mas no Distrito Federal as denúncias podem ser feitas através do telefone 125, criado especificamente para receber denúncias de abusos contra crianças e adolescentes 


Por que Maio Laranja? 


O símbolo da campanha é uma flor de cor laranja, como forma de recordação dos desenhos feitos na infância e lembrança da delicadeza e da necessidade de cuidado e proteção. Tendo a cor laranja presente no slogan e no símbolo da campanha, o mês de maio ficou conhecido como Maio Laranja.


A data foi instituída no país por meio da Lei 9.970/2000 após um caso em 18 de maio de 1973. Nessa data, uma menina de oito anos de idade, chamada Araceli, foi sequestrada, drogada, violentada sexualmente e assassinada, em Vitória (ES). No ano de 1991, os três réus acusados de matar a menina foram absolvidos e o crime permanece impune até hoje.

CLIQUE AQUI E VEJA MINA CASA, MINHA VIDA VALPARAISO

Tecnologia do Blogger.